segunda-feira, 4 de abril de 2011

Romances Trágicos

Ao ver as notícias sobre a morte da atriz e escritora Cibele Dorsa...


... e todo o histórico trágico de sua morte e de seu noivo, ambos se jogando da mesma janela do mesmo apartamento num intervalo de 2 meses...

... me fez lembrar de um outro trágico romance protagonizado pelo casal Sid Vicious e Nancy Spungen, guardando as devidas proporções, é claro!

O romance de Sid Vicious, baixista punk da banda inglesa Sex Pistols, e Nancy, uma viciada em heroína com fama de "groupie", por correr atrás de vários astros do rock, foi destaque na história do rock'n'roll. O astro pop e a fã que conseguiu atrair a atenção do ídolo, viveram uma curta e explosiva paixão embalada em muita loucura, droga, sexo, violência e escândalos.


E em outubro de 1978, essa louca paixão, considerada por muitos como a versão de "Romeu e Julieta" do mundo punk, chegou ao fim quando o corpo de Nancy, aos 20 anos, foi encontrado esfaqueado no banheiro do quarto nº 100 do Chelsea Hotel, em Nova York.


Sid Vicious, então com 21 anos, foi preso e acusado de assassinato. Enquanto esteve na cadeia tentou se matar várias vezes, tamanho o seu desespero pela morte da sua amada e acabou escrevendo o poema "Nancy" que diz o seguinte:

"You were my little baby girl/And I knew all your fears/Such joy to hold you in my arms/And kiss away your tears/But now you're gone/There's only pain/And nothing I can do/And I don't want to live this life/If I can't live for you."

4 meses depois, após ter saído da cadeia, arranjado mulheres, confusões e outra prisão, Sid é encontrado morto por conta de uma overdose de heroína.

E assim, em fevereiro de 1979, chegava ao fim a vida e a carreira do polêmico baixista, um dos maiores ícones do punk rock inglês, que não sabia tocar uma nota sequer. Dizem que era Johnny Rotten, o vocalista do Sex Pistols, quem o fazia decorar as notas no instrumento. Sua morte foi considerada o fim do punk legítimo.

Isso dito, eu recomendo o filme "Sid and Nancy: Love Kills" (1986) do diretor britânico Alex Cox, com a impressionante atuação de Gary Oldman, que incorporou magistralmente Sid Vicious e Chloe Webb, no papel da detestável Nancy Spungen.

5 comentários:

Roderick Verden disse...

É muito falado o caso Sid Vicius. Mas, afinal, foi ele q matou a Nancy ou não? Achei bonito o poema dele.

Sobre a Cibele e o Gilberto Scarpa, foi chocante mesmo! Criei um post, "Tragédia, Amor, Loucura... Drogas...", falando sobre o ocorrido.

Alan Raspante disse...

Os dois casos são terríveis. Agora o pior mesmo foi a banalização que a Cibele sofreu após a morte do namorado. Muitos apontavam que ela não estava sofrendo, estava apenas fazendo bom uso da fama mais que repentina. Deu no que deu....

Ana Pe disse...

Sobre a Cibele e o namorado, confesso que nunca tinha ouvido falar dela, nem imaginava que fosse atriz. Independente de ser "famosa" ou não, foi dantesco o seu final, triste, lamentável...

Quem matou Nancy Spungen?! Existem 3 versões:
1) Na doideira e no calor de uma discussão, pode ter sido mesmo o SID;
2) Ela muito doida, pode ter se matado;
3) Pode ter sido o traficante deles.

Sinceramente, não consigo imaginar o que realmente aconteceu... só sei que foi assim!

'Lara Mello disse...

Nossa!!Eles só tinham 20 e 21 anos.. Derrubadissímos! kkk

Quero ver o filme.. Bju!

Roderick Verden disse...

Poxa, um crime insolúvel. Muito misterioso...