sexta-feira, 23 de julho de 2010

GoodBye, Norma Jean

2 comentários:

mjosie disse...

D+ esse vídeo. Há quanto tempo vc não reverenciava sua "ídala", hem???

Rodrigues disse...

Abaixo a privatização das mulheres "monumentais". Sou a favor da nacionalização de toda a mulher que tenha as características da Marilyn Monroe, desde que não seja a minha, claro. Deixando a brincadeira de lado, direi que pena é que uma mulher tão bela tenha tido uma vida de quase absoluta carência de afectos. Tirando o Joe di Maggio, que penso a terá amado, no seu total significado, nenhum outro homem que lhe andou por perto a amou. Todos, com a dita excepção, somente a desejaram (objecto de desejo, não de amor).