quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Amy Anãhouse

Conheci o som da Amy Winehouse logo no seu cd de estréia. Portanto, muito antes dela "virar moda" eu já era apaixonada pelo seu trabalho, sua voz. Me senti frustradíssima por não ter conseguido ir ver o show, mas "vamocombiná" que também ficaria irada em pagar uma grana e ver uma coisa "estronha e esquésita", como foi o 1º show dela aqui no Rio. Se bem que o 2º foi um pouco melhorzinho...

E como "quem não tem cão, caça com gato", a meta é ver a apresentação da Priscila, a versão anã da Amy...

2 comentários:

Dave disse...

Nossa...

Triste isso! rsrsrsrsrsrsrsrsrrsrsrss...

Beijo.

Gian Le Fou disse...

Gosto da Amy, mas sair do estado para ver uma hora de show não rola. Só se for Bjork! Rs

Beijão, Pe!